quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A defesa de Delúbio Soares

Delúbio Soares não se vergou quando tudo
estava voltado contra ele
Recebi por e-mail de um cara que eu respeito demais. O nome dele é Delúbio Soares.

"Não é preciso dizer muito para se apresentar este caso, tão conhecido ficou ele, por motivos óbvios: Brotando de cenas que trazem o irresistível apelo do buraco de fechadura – como são aquelas registradas com câmeras ocultas, para alcançar os segredos do espiolhado – passou pela comadrice do “pentito” e envolveu, em seus mais altos escalões, o Partido político majoritário, bem como as agremiações que lhe são aliadas, tangenciando o núcleo de poder nacional.

Mais não seria necessário para um escândalo com altos índices de audiência. A mídia, os opositores do atual Governo, os sequiosos por espaço na comunicação social, todos fizeram a festa, que só se realiza com o julgamento antecipado dos envolvidos e sua inapelável condenação, imposta não pela Corte, mas pela grita. Im­prensa e Parlamento jogam o jogo da retroalimentação: Matérias jornalísticas es­timulam o ambiente espetaculoso das CPIs, que por sua vez passa a ser notícia, notícia que vai aquecê-lo ainda mais, numa espiral que gira em remoinho sobre um adjetivo:culpados!

Difícil resistir a esse clima. Nem mesmo a inicial – por mais que se reconheça e se louve o honesto esforço da digna Procuradoria-Geral da República para a realização de um trabalho sério, longe da ribalta – escapou a tentações, resva­lando pela vulgaridade para cair na inépcia. O simbólico número de acusados (40), quando o próprio órgão Ministerial acena com futuras denúncias envolvendo outras pessoas, parece escolhido de indústria para acicatar as línguas viperinas, adicionando lenha à fogueira desse auto-de-fé, de mera execução de uma sentença já proferida por bocas múltiplas e sem responsabilidade, contra a qual não é possível recorrer."

Leia o texto integral:  Portal Companheiro Delubio.

3 comentários:

Joel Bueno disse...

Por que seu blog agora é de "conteúdo adulto"? Não será por causa do camarada Delúbio, quero crer...

Marcio Tavares disse...

Eu vou fazer uma série de matérias sobre uma certa senhora que mora na Tijuca e é casada com um velhinho aposentado da DEF.

Marcio Tavares disse...

Em tempo: o tal velho é aposentado da CEF ou BB. Uma merda dessas. Também é pai de um aposentado do BB. O cara deve ser velho pra caralho, pois já tem um neto que é fodão numa porra qualquer da justiça.