segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Senador Crivella pisa na bola

"Que se dane a Constituição"
O senador Marcelo Crivella perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. Ele defendeu a permanência da jornalista Tereza Cruvinel à frente da TV Brasil, mas lamentou que o conselho da emissora tivesse retirado do ar os programas religiosos. Segundo a Agência Senado, o parlamentar fluminense proferiu a seguinte pérola: "O parlamentar lamentou que o povo não tenha sido consultado sobre a decisão e disse que a TV Brasil é uma emissora pública, devendo defender a cultura e os costumes do povo brasileiro. Com a decisão, serão atingidos os programas Santa Missa em seu lar,Palavras de Vida e Reencontro."
Por isso, enviei a seguinte mensagem para o combativo senador: "Sou seu eleitor e fiquei decepcionado com sua opinião sobre a continuidade de programas religiosos na TV Brasil. Seu argumento de que a TV deveria seguir os 'costumes' dos brasileiros não procede, pois a separação entre estado e religião é uma questão constitucional. Além disso, alguns índios tem o 'costume' e a 'cultura' da antropofagia e nem por isso essas práticas devem ser 'respeitadas'."

Nota 10 para o Conselho da TV Brasil e Zero para o sobrinho do bispo.

2 comentários:

Sérgio Vianna disse...

Esse Márcio Tavares ainda vai ganhar sua marca na "Calçada da Fama".

Tá ficando um Craque!

Marcio Tavares disse...

Serginho, prefiro elogios falsos a críticas sinceras. Mas acho que seu comentário é uma mistura do primeiro substantivo com o segundo adjetivo. Abração.