quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Senador sem voto oculta do TRE fazenda de R$ 60 mi

Vista aérea da fazendinha do senador Zé Perrela (PDT-MG)
O senador que tomou posse na vaga de Itamar Franco, José Perrela (PDT-MG), ocultou de sua prestações de contas ao TRE uma fazendola de R$ 60.000.000,00. Deve ter sido um descuido. Afinal, um valor tão insignificante às vezes passa despercebido mesmo.

Cabe ressaltar que S.Exª tomou posse sem ter tido um votinho sequer. Essa questão dos suplentes do Senado tem que ser modificada urgentemente.

Igualmente digna de nota é a vocação que os integrantes do partido do saudoso político uruguaio gaúcho Leonel de Moura Brizola, o PDT, têm pela atividade rural. Não só no Brasil, mas até em países como a longínqua Austrália. Povo empreendedor esses socialistas caboclos.

2 comentários:

Sérgio Vianna, de Brasilia disse...

Segundo o presidente do Cruzeiro e agora Senador da República a não declaração está correta porque a propriedade não pertence a ele. O imóvel é propriedade do filho e da filha. Ambos com menos de 30 anos.

Só faltou o esclarecimento de que ele manda e desmanda na propriedade porque os filhos, coitados, menores de trinta anos ainda, não sabem administrar o próprio patrimônio. Precisam da ajuda do papai.

Nos cartórios de três cidades mineiras, nas quais se assenta a tal propriedade, consta a aquisição da fazenda e as aquisições posteriores que se incorporaram à original, como comprador, o senador presidente. Mas é que ele doou as terrinhas para os dois filhinhos.

Então, não são dele. Por isso, nada de declarar. E Receita Federal do Brasil ainda não pesquisou aonde são creditados os recursos do faturamento dos mais de quatro caminhões que saem da fazenda por dia com produtos pecuários e agrícolas?

Cadê o Xerife do Fisco que reteve por quatro longos anos a minha devolução de imposto a mais retido na fonte???

Marcio Tavares disse...

Sergio, você dá pra advogado.