quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Palocci na Casa Civil seria um mau começo

O preferido dos banqueiros
O governo Dilma já vai começar mal se realmente vier a se confirmar a presença num cargo tão importante como a Casa Civil de Antonio Palocci.
Palocci é um neoliberal - segundo PHA pior do que o Serra - e o responsável pelo início de governo tímido do governo Lula. Além disso é um trapalhão que se acercou de jornalistas da Globo em sua assessoria de imprensa e acabou se dando mau no caso do caseiro. Diga-se de passagem um caso muito mal explicado.
Se bem que para o Brasil e para o governo Lula acabou sendo um episódio muito proveitoso, pois serviu para que esse neoliberal de estrelinha deixasse o governo e desse seu lugar no ministério da Fazenda a Guido Mantega, na minha opinião um economista com visão muito mais de acordo com o que se espera de um governo social democrata e desenvolvimentista.
Espero que a presidenta eleita não cometa o erro que Lula cometeu e não dê cargo de relevância para Antonio Palocci, o queridinho dos banqueiros e rentistas.

5 comentários:

Sérgio Vianna disse...

CONCORDO, plenamente contigo Márcio Tavares!

Se Dilma ceder alguma relevância a Palocci é iniciar o governo pela chantagem e pela hipocrisia.

Essa história de um quadro palatável pela imprensa golpista, pelos banqueiros e poderosos da elite, é conto da carochinha.

O Brasil que votou em Dilma não quer iniciar o próximo governo de cócoras pra esse tipo de comportamento.
Eu não quero. A quem ouvi, também não quer. A lógica diz que deve ser o contrário. Quem venceu governa, quem perdeu faz oposição.

No Brasil, os perdedores querem pautar o diálogo com quem pode ser e o debate que querem implementar. A campanha revelou que a oposição derrotada amplamente no parlamento e na eleição de presidente nunca quis debater coisa alguma, a não ser a baixaria do preconceito.

Portanto, vamos deixar de lado essa oposição tosca discutindo a pauta deles. E vamos debater com a população a pauta que interessa ao país.

É ao Brasil que Dilma tem que prestar contas, nunca à oposição.

É com os interesses do Brasil e de todos os brasileiros que Dilma precisa se preocupar, dar atenção, planejar o como fazer, e realizar os sonhos da população que acreditou nela.

Sem essa de discutir a pauta dos perdedores. Esta, se for necessária, virá como debate paralelo. O principal é o que o povo aguarda: O BRASIL SEGUIR MUDANDO.

E foi DILMA quem disse várias vezes em vários comícios:

"EU NÃO POSSO ERRAR".

Então, Dilma, não erre.

A história do vazamento do sigilo do caseiro tem várias digitais. Os patos mancos se lascaram, mas quem recebeu as fotocópias e ficou calado também tem dívida.

As visitas fortuitas para deleite com seres femininos não cabem aos que desejam função pública. Isso não é moralismo babaca. É respeitar limites dos cidadãos. Ou das cidadãs, que duvido aprovam putaria explícita!

Sérgio Vianna disse...

E me esqueci:

Com essa imprensa marron, basta um desagrado qualquer para surgir novas notícias do caseiro, das visitantes da casa famosa, da indenização de 500 mil reais recebida pelo caseiro, e muitas outras chantagens.

Como não acredito que o novo governo vai mudar a relação com a imprensa, vide a entrevista no balcão do Jornal Nacional um dia pós eleição, vamos viver a repetição do inferno de ter que dar explicações a cada insinuação que surgir nesse PIG.

E o governo calado e o PIG chantageando e mentindo, repetindo suas versões hipócritas e colocando Dilma na defensiva.

Esse filme nós já assistimos.

Melhor será: GOVERNO NOVO, NOVOS ATORES.

Quem não se borrou pode até continuar. Mas os borrados podem aguardar outra hora, e cumprir outro papel.

Sérgio Vianna disse...

Malocci é o candidato da Veja

Deu PHA - Conversa Afiada

Por trás da capa da edição extra da Veja (aquela cuja capa tem o Palácio do Planalto e uma voz saindo de suas dependências: "Caraca! Que dinheiro é esse?") sobre a Dilma corre a mesma vala negra de sempre.

Na página 78, a Veja diz que a Dilma, como ministra das Minas, aliou-se à ala mais conservadora e retrógrada, comandada por José Dirceu e a ministra se opôs ao bloco reformista e liberal capitaneado pelo ex ministro da Fazenda, Antonio Palocci.

A legenda de uma foto do Malocci:

“Fiador da estabilidade. O ex ministro da Fazenda Antonio Palocci … seria uma dos esteios de uma gestão econômica responsável e comprometida com reformas.”

PHA conclui:

Estamos todos salvos.

Malocci é o candidato da Veja.

======

Como se vê Márcio, não estamos sozinhos.

Será um mau começo, sem dúvida.

Joel Bueno disse...

"Pior que o Serra" já é exagero. Mas que ele é o candidato da revista Esgoto, quer dizer, da revista Veja, o Sérgio Vianna atestou. Interessante é que a imprensa livre já absolveu o Palocci, depois do mal esclarecido episódio do caseiro.

Aquele caseiro recebe um "por fora", eu não tenho dúvida. Também não duvido que a "República Caipira" instalada pelo Palocci em Brasília tenha alugado uma casa para encontro com putas. É bem do estilo deles.

Marcio Tavares disse...

Joel, eu me refiro ao Serra de antes das eleições. O Serra, no quesito desenvolvimento era muito melhor que o Palocci. Pelo menos na minha visão ultra-hiper-leiga no assunto. O problema é que o Serra, durante as eleições, rasgou sua biografia, como diria o Nassif.