quinta-feira, 8 de março de 2012

Miles Davis quase foi chefe da CIA

Dizzy Gillespie, um gênio bem humorado

Em 1964, durante a campanha presidencial entre Lyndon Johnson e Barry Goldwater que ocupava as atenções do país, Dizzy Gillespie lançou uma candidatura independente à Presidência dos Estados Unidos. Em tempos de conflitos raciais no país e Guerra do Vietnã, sua plataforma, apoiada por ativistas e amigos músicos, prometia oportunidade igual de empregos a negros e brancos e combate ao racismo. Sua intenção era chamar atenção para os problemas do país e ele anunciou que se eleito colocaria Miles Davis como chefe da CIA,Louis Armstrong como ministro da Agricultura, Duke Ellington como secretário-de-Estado eMalcolm X como procurador geral. Entre outras excentricidades, prometia também oficialmente trocar o nome da Casa Branca (White House) para Casa do Blues (Blues House).

Fonte: Wikipedia

Um comentário:

Joel Bueno disse...

Entre Johnson e Goldwater, uma boa opção de voto.