terça-feira, 21 de junho de 2011

Deputado João Paulo responde matéria caluniosa do jornal “O Globo”


Resposta ao jornal “O Globo”
O Globo é irresponsável e caluniador
A manchete do jornal O Globo do dia 18 de junho “STF terá novas regras para evitar golpe de mensaleiros”, além de falaciosa é a mais pura expressão de um jornalismo leviano. Baseia-se em ilações de um texto ficcional que trata como provável uma hipótese falsa: a de que eu renunciaria a meu mandato de deputado federal, de modo a forçar a transferência do caso do STF para a primeira instância da justiça, ganhando tempo para a prescrição de crimes.  

Tivesse o jornal ouvido o “outro lado”, em atenção a um princípio básico do jornalismo sério e imparcial, não teria aviltado seus leitores com uma manchete fantasiosa com o fim de difamar. É uma injúria contra mim, afirmar, sem me ouvir, que cogito renunciar para procrastinar o processo.

Leia todo o texto no blog do deputado AQUI.

6 comentários:

Sérgio Vianna disse...

Muito boa a resposta do deputado João Paulo.

Tranquila e direta, deixa o jornal de cócoras com muita elegância. A elegância, no caso, é a do deputado e a qualidade de sua (dele) resposta.

Sérgio Vianna disse...

No dia 1º de junho o blogueiro que não é preguiçoso (nem tijucano-lacerdista) publicou:

"Padres pedófilos são protegidos pelo Vaticano"

Pois muito que bem!

Um dos padres pedófilos protegidos pelo Vaticano está em Guarulhos.

O dito cujo que atende pelo apelido de bispo daquela paróquia disse, entre outras:

"...a mulher tenha sido violentada, que foi vítima... É muito difícil uma violência sem o consentimento da mulher, é difícil".

"...Há os casos em que não é bem violência... [A mulher diz] 'Não queria, não queria, mas aconteceu...'".

E tem uma fala estarrecedora, quando o bispo pega a tampa da caneta da repórter e mostra como conversava com mulheres:

"Eu falava: bota aqui"

E pedindo, em seguida, para a repórter encaixar o cilindro da caneta no orifício da tampa.

O bispo começa a mexer a mão, evitando o encaixe, e completa:

"Entendeu, né? Tem casos assim., do 'ah, não queria, não queria, mas acabei deixando'. O BO é para não facilitar o aborto".

Pois muito que bem!

Frases de um bispo da igreja católica apostólica romana. Não são de um Bolsonaro, por exemplo.

A reportagem está no endereço:
(http://pragmatismopolitico.blogspot.com/2011/06/absurdo-bispo-sugere-que-mulheres-so.html)


Conversei com alguns amigos especialistas...

mas vamos continuar no próximo comentário.

Sérgio Vianna disse...

Conversei com dois amigos psicólogos e outros três psiquiatras a respeito da mensagem do bispo da gloriosa Guarulhos.

Segundo me contaram, a psicologia das almas apenadas e a psiquiatria das mentes trangênicas apontam para o diagnóstico:

O BISPO DE GUARULHOS É PEDÓFILO!

É o resumo da análise dos especialistas.

Esmiuçando o tema chegamos a interpretações feitas pelos especialistas sobre a capacidade dos criminosos em oferecer pistas aos investigadores ainda que usando de desfaçatez.

Exemplificaram eles com o caso da menina Mayara que sugeriu a seus seguidores matar um nordestino por dia, afogados.

"A psiquiatria das mentes transgênicas entende que a mau caráter paulistana tem medo de água e pânico de um dia ser afogada. Daí sugerir que os nordestinos passem pela provação da morte por afogamento", descrevem os psiquiatras.

Já a psicologia das almas apenadas, ao estudar o caso do assassino de um estudante da USP (aquele que afirmou ter matado apenas porque o rapaz correu dele, e que se não tivesse resistido estaria vivo), compreende que "...o bandido mostrou naquele momento que a vítima precisa ceder aos impulsos do assaltante", dizem os psicólogos, "...oferecendo o consentimento, as carteiras e as bolsas, segundo a lógica da outra face da apostólica romana".

Ao cruzar os dados na pesquisa sobre a fala do bispo católico os especialistas entendem que o padre queria dizer:

"não há abuso de crianças sem o consentimento delas"

"os padres apenas apontam na portinha, enquanto as crianças dizem 'não quero, não quero, mas deixam', é difícil (para os padres resistirem a tanta tentação do demônio)".

Portanto, o bispo é PEDÓFILO.

Dizem lá em Guarulhos que vão iniciar uma campanha para a expulsão do bispo pedófilo da cidade.

Será?

ruy garcia disse...

Caro Sérgio,
Reli recentemente "O Crime do Padre Amaro", do grande lusitano Eça de Queiroz.
Tá certo que nunca se deve generalizar, mas minha vontade, depois de ler o livro, era sair fuzilando tudo quanto era padre que aparecesse na minha frente.
Todas as religiões não passam de formas de extorquir e/ou escravizar os fiéis através do misticismo e da superstição. Mas, pra mim, a Igreja Católica é o supra-sumo da hipocrisia e da iniquidade.

mardson machado disse...

Olá!
Parabéns pelo seu blog! Muito bom.
Gostaria de aproveitar a visita para divulgar o meu blog. Trata-se do contra-afronta.blogspot.com, onde temas como política, cultura, comportamento e cotidiano são abordados, tendo como foco principal os problemas da cidade de Salvador.
Estou aguardando a sua visita.
Abraço!

Marcio Tavares disse...

Obrigado Mardson. Vou olhar seu blog e colocá-lo na minha relação de blogs favoritos.