segunda-feira, 16 de maio de 2011

Gooooool de Nilton Santos!

Hoje, o Enciclopédia do futebol está fazendo 86 anos. Nilton Santos é de uma época em que jogador só fazia filho nas suas esposas e jogava por um ou dois clubes no máximo. Nilton Santos só vestiu duas camisas. A amarelinha da Seleção e a alvi-negra do glorioso Botafogo FR. Um cracaço como ele tem que ser reverenciado por todas as torcidas. Parabéns, Nilton Santos!

Tenho orgulho de dizer que sou velho a bastante pra ter visto esse mostro sagrado jogar.

7 comentários:

Joel Bueno disse...

Já o nosso amigo Vinícius, coitado, não viu o Nilton Santos jogar... mas garante que ele foi o melhor lateral do mundo...

Sérgio Vianna disse...

Papai me levou no Maraca.

Era 1961.

Um garoto deslumbrado pelo gigantismo do estádio.

Newton me mostrou Nilton.

O botafoguense Newton Vianna ensinou seu filho Sérgio Vianna a admirar Nilton Santos.

Muitas primaveras depois, já morando em Brasília, assisti Nilton Santos ensinando a garotada do planalto central a arte de como tratar a bola.

Nilton Santos era professor no DEFER - Departamento de Educação Física, Esportes e Recreação, órgão ligado ao Governo do Distrito Federal, extinto em 1999 para a criação da Secretaria de Esportes.

Em Brasília Nilton Santos foi derrotado pela estupidez da burocracia, e voltou ao Rio, foi morar em Araruama.

Parabéns ao Márcio Tavares pela bonita homenagem ao Nilton Santos.

Sérgio Vianna disse...

NILTON SANTOS foi campeão pelo BOTAFOGO:

Campeão Carioca em:

1948, 1957, 1961, 1962;

campeão municipal do Rio em:

1951;

campeão do Roberto Gomes Pedrosa em:

1962, 1964;

campeão do Triangular de Porto Alegre em 1951;

campeão do Quadrangular do Rio de Janeiro em 1954;

campeão do Internacional da Colômbia em 1960;

campeão do Intercontinental de Clubes de PARIS, França, em 1963;

campeão do 6º Torneio Pentagonal do México em 1962;

Em 1964, Nilton Santos foi campeão de TRES TORNEIOS:

o Torneio Jubileu de Ouro da Associação de Futebol de La Paz;

o Torneio interclubes do Suriname;

e o Torneio Governador Magalhães Pinto.

===== títulos conquistados jogando pelo Botafogo.

Sérgio Vianna disse...

NILTON SANTOS foi campeão jogando pela Seleção Brasileira:

Campeonato Sul-americano: 1949;

Copa Rio Branco: 1950;

Taça Oswaldo Cruz: 1950, 1955, 1956, 1958, 1961, 1962;

Campeonato Pan-americano: 1952;

Taça Bernardo O'Higgins: 1955, 1959, 1961;

Taça do Atlântico: 1956, 1960;

Copa do Mundo: 1958, 1962;

===== 16 títulos pela Seleção Brasileira, entre 1949 e 1962.

===== Nilton Santos jogou as Copas de 1950 (vice-campeão) e 1954 (eliminado pela poderosa Hungria de Puskas nas quartas de final).

Sérgio Vianna disse...

Nilton Santos integra a Seleção da América do Sul de Todos os Tempos:

Numa enquete realizada por cronistas esportivos de todo o mundo, a Seleção foi escalada com:

Fillol, Carlos Alberto Torres, Figueroa, Daniel Passarella, Nílton Santos, Maradona, Di Stéfano, Rivelino, Didi, Garrincha e Pelé.

Um chileno, quatro argentinos e seis brasileiros, dos quais, quatro foram craques do BOTAFOGO.

Karla Costa disse...

Sabe tudo sobre Botafogo esse Sérgio Vianna. É um verdadeiro incendiário!
Parecido com ele, só um tal de João Pedro.

José Marcio Tavares disse...

Uma vez o Pachequinho (revisor) me disse com ar professoral "se o Garrincha tivesse tido o apoio da TV, seria considerado melhor que Pelé".

Retruquei: "na época do Garrincha, quem mandava na crônica esporortiva eram os botafoguenses; Armando Nogueira, João Saldanha, Sandro Moreyra". Aí ele continuou a contrargumentar, falou que a Globo, a Cia e o Hammas perseguiam o Garrincha etc.
Foi então que eu fiz a pergunta fatal: "Quantas vezes você VIU o Garrincha jogar?".

Resposta: "bem, quer dizer eu... morava em Leopoldina.. então... eu vi alguns vídeos do Garrincha".

Marcio Tavares: "se tivessem feito o vídeo dos meus melhores 20 min no futebol, eu teria sido convocado pra Seleção Brasileira".

Mito é mito.