terça-feira, 22 de março de 2011

Desconfio que não seja um elogio...

4 comentários:

Sérgio Vianna disse...

Deu na Rede Brasil Atual:

São Paulo – Os 13 manifestantes presos na sexta-feira (18), quando faziam uma passeata contra à visita ao Brasil do presidente norte-americano, Barack Obama, foram soltos na manhã desta segunda-feira (21). As informações são de Ricardo Tavares, da direção nacional do PSTU. O partido teve 10 militantes entre os presos.

=============

O dirigente do PSTU, Ricardo Tavares, é parente próximo do Márcio Tavares.

Mas os dois não se falam mais.

Um Tavares pedia a transferência dos militantes para outras penitenciárias.

Outro Tavares pedia a soltura imediata.

A briga e o bate-boca entre os Tavares provocou cisão na família.

Metade apoia um Tavares e metade apoia outro Tavares.

Mas ninguém se entende mais. A família rachou de vez.

Marcio Tavares disse...

Notícia errada. Sou o único Tavares que gostaria de ver todos esses canalhas fuzilados. Eu pagaria para mandá-los pro inferno.

Joel Bueno disse...

kkkkkkkkkkkkkkk

Sérgio Vianna disse...

Para o inferno ainda não foram. Ou será que foram? Ao inferno de Bangu?

Mas a cabeça raspada eles tiveram, que segundo o comandante da penitenciária é procedimento padrão (?). É um gozador!

Mas o PSTU teve mais que seus quinze minutos de fama. Ainda hoje deram uma entrevista coletiva, que foi publicada em vários sítios da internet.

A polícia diz que aguarda o vídeo do circuito interno do Consulado dos Estados Unidos para provar que um militante do PSTU jogou um coquetel molotov contra o prédio, o que teria causado queimaduras num segurança da representação diplomática.

Acho que vai demorar. Quando aparecer outro "Bradley Manning" o "Julian Assange" revelará ao mundo. Será?

O PSTU está torcendo: vão aparecer em todo o planeta.

Isso se o Márcio não atirar antes.