sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Janeiro já!!!

Delicioso texto de Luiz Antonio Simas no seu blog Histórias Brasileiras.

QUE VENHA JANEIRO, 

PELO AMOR DE DEUS

Um bom presente para seu maior inimigo

Dezembro é um mês mais chato do que jogo de xadrez transmitido pelo rádio. É um mês que me lembra o sorriso descontraído de Geraldo Alckmin. Tenho umas mil e duzentas razões para querer despachar o mês feito um ebó pesado na encruza. É por isso que sempre deixo aqui - com uma obsessão goldenberguiana - minha bronca contra esse tempo modorrento da moléstia. Esse blog, enfim, tem por tradição abrir o último mês do ano com um texto defenestrando o período. Aos fatos:

- Em dezembro você corre o risco de receber duzentos emails com um poema sobre a simplicidade da vida, criminosamente atribuído a Jorge Luis Borges. O poema fala do sujeito que na velhice se arrepende de não ter andado descalço, tomado banho de chuva, amado mais, cativado crianças, comido maçãs ao entardecer, soltado os cabelos ao vento e sorrido ao nascer do sol.  Imaginem só se Jorge Luís Borges escreveria uma coisa dessas... 

Vale a pena ler todo o texto AQUI.

 

Um comentário:

Joel Bueno disse...

Fui lá. O texto é bom, mesmo. Só não entendi o que o cara tem contra jogo de xadrez transmitido pelo rádio.