segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Fé Cega - Richard Dawkins - Legendado 2/5

8 comentários:

Joel Bueno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joel Bueno disse...

Eu não levaria o Dawkins tão a sério. Ele é muito fraco filosoficamente, um empirista ingênuo que aspira a ser neopositivista.

Neste vídeo, por exemplo, ele inverte as coisas. O argumento da "causa final" é uma das mais tradicionais "provas" da existência de Deus. A pergunta: "o que causou a causa?" - ou "quem desenhou o designer?" - demonstra a fragilidade do argumento. Nada mais. Um argumento para provar a existência de Deus está errado. OK. Isso não prova a inexistência de Deus.

Dawkins até desempenha um papel político, ao atacar os fundamentalistas. Mas ele próprio é um fundamentalista do método científico. A ciência não explica tudo, não pretende explicar tudo, não pode validar a si mesma.

Dawkins reclama da fé religiosa, mas ele mesmo tem uma fé irracional (tautologia, rs) na ciência.

Sobre a refutação dos argumentos filosóficos teístas, ver Bertrand Russel, este sim um neopositivista da pesada.

Marcio Tavares disse...

Joel, peço vênia para, com todo respeito, mandar você tomar no centro do olho do seu cu.
Quem é você pra criticar um dos intelectuais mais respeitados da atualidade?

"Empirista ingênuo que aspira a ser neopositivista". Ora, vai se fuder.

Com que argumentos você irresposavelmente diz que "Dawkins reclama da fé religiosa, mas ele mesmo tem uma fé irracional (tautologia, rs) na ciência"? Saiba que esta bobagem é uma mais usada pela extrema direita fundamentalista mundial para atacar RD.

Você deve ter lido alguma orelha de alguns livros de RD e agora quer dar uma de fodão assacando bobagens a seu respeito (dele).

Mas eu acho que já sei qual o motivo das suas críticas a RD: tá tentando comer alguma crente, né seu espertinho?
(baixei o nível; foda-se!)

Joel Bueno disse...

Dawkins não gostaria do seu argumento: "quem é você pra criticar"... etc. Trata-se do argumento de autoridade, que sustenta tudo que é tipo de fé, religiosa ou não.

Já li quase tudo do Dawkins que saiu em português, mas não leio fundamentalistas religiosos, então não sei o que eles falam.

Não me meto a criticar a biologia dele, ainda que compreenda as críticas que o conceito de "gene egoísta" recebe de outros darwinistas. Mas em matéria de epistemologia, desculpa, Márcio, ele é MUITO fraco. A rapidíssima crítica que fiz ao que ele fala no vídeo demonstra isso.

Gostaria que vc tivesse contestado meu discurso, ao invés de atacar o autor do discurso. Não que eu me importe, ou me ofenda. Mas este também não é um bom método.

Por que eu digo que o Dawkins tem fé irracional na ciência? Porque ele acredita que a ciência descreve o mundo tal como ele é; porque ele acha que o método científico se autovalida; porque ele crê que a ciência pode chegar um dia a conhecer tudo; porque ele não reconhece os limites do conhecimento; porque, mesmo reconhecendo a transitoriedade da verdade científica, ele fala como se esta fosse absoluta. Etc, etc, etc. Coisas de empirista ingênuo.

Marcio Tavares disse...

Joel, devo em primeiro lugar, confessar que o argumento que eu usei de "quem é você para criticar" é o que eu mais odeio. Detesto chave de diploma. Mas admito que principalmente quando você escreve que Darwin tem uma fé irracional na ciência perdi a paciência.
Não vou aqui discutir epistemiologia; nem sei que porra é essa. Se um dia tivermos oportunidade, peço pra você me explicar. Quem sabe eu aprenda?
Mas, principalmente, depois que você afirmou que "leu quase tudo de Dawkins" me permito dizer que você corre um sério risco de estar cometendo desonestidade intelectual. Pois: ou não leu nada e mente na cara de pau. Ou leu e não entendeu patavina. Ou, pior ainda, leu de forma tão desavergonhadamente preconceituosa que não percebeu que uma das teclas que ele mais toca é justamente o contrário disso.
Ele afirma várias vezes que a grande diferença entre ciência e religião é justamente porque a primeira está sempre investigando e desconfiando. Ele cita inclusive o fato de ter presenciado um professor de Oxford que defendeu por mais de 15 anos uma determinada tese (de genética, se não me engano). Um dia, foi assistir a uma palestra de um outro cientista que refutava suas teses. Ao final da palestra, o professor fez questão de aplaudir e disse "eu estava enganado durante esse tempo todo; você está com a razão".
Fé irracional têm (e eu não achava que não precisava escrever isso pra você) os religiosos quando dizem que uma coisa aconteceu assim e assado porque está escrito num livro sagrado. Num livro geralmente escrito por pessoas ignorantes, fanáticas e mal intencionadas. É o caso dos cristãos em relação à Bíblia e dos muçulmanos em relação ao Corão.
Você, Joel, a usar um argumento ignominioso como este está enchendo a bola do que tem de mais escroto em nosso mundo. Está acusando uma pessoa íntegra e corajosa justamente daquilo que ele mais combate que é o fundamentalismo.
Você está dando força para os fascistas que nas últimas eleições jogaram pesado contra a candidata do campo da esquerda. E, repito, igualando quem mais combate essas safadezas (mesmo sem ser socialista, acho) a estes fanáticos filhos da puta que apoiaram Serra.

Joel Bueno disse...

Márcio,

Prometo que é última vez que falo do Dawkins no seu blog. Quero evitar uma polêmica que me exigiria mais esforço intelectual do que estou a fim: reler os textos dele, apontar as falhas, a ingenuidade no que diz respeito à Teoria do Conhecimento.

Se vc tiver a pachorra de procurar um comentário mais antigo, vai ver que eu reconheço o papel político do Dawkins, na luta contra o fundamentalismo. O que não impede que ele seja um desastre quando envereda por temas filosóficos.

Repare que eu não contesto a honestidade intelectual, nem a coragem política do Dawkins. Nem digo que ele tem "fé" neste ou naquele enunciado, mas sim no método científico.

A ciência é um gigantesco passo intelectual da humanidade. O cientificismo é só um vício.

Repito. A ciência não explica tudo. E mais: a ciência não pode explicar tudo. Não pode explicar suas premissas metodológicas. Não pode explicar seus axiomas. Não pode explicar a lógica abstrata. Não pode explicar nenhuma experiência existencial.

Mais uma coisinha só. Nem todo religioso é uma besta que crê textualmente neste ou naquele livro. São muitos os religiosos refinados em termos intelectuais. Tentar reduzi-los a aiatolás neoevangélicos é uma falácia.

Anônimo disse...

Essa frase é realmente fantástica
"Nem todo religioso é uma besta que crê textualmente neste ou naquele livro. São muitos os religiosos refinados em termos intelectuais"
Se não creem neste ou naquele livro,creem em qual?e outra como podem dizer o que é ficção ou real na bíblia ...engraçado como a igreja percebe que tem tantos absurdos escritos lá,que ao passar dos tempos ,vão mudando ...a história de Adão e Eva ,é pura ficção ...mas antes não era .E quem agora decidiu que é?os mesmos palhaços que ficam enfiando absurdos sobre um livro e sobre uma religião que serve neste mundo para matar ...se alguem mata em nome de Deus ,pra mim ,já diz tudo ...porque o Deus dele é melhor que o meu?Será que o Deus dele esta certo ou o meu?Será que acredito no meu Deus porque é o Que minha mãe acredita?porque é aquele que fui criado ,ou porque depois que amadureci ,tenho provas o suficiente para acreditar....?Por um lado temos homens bombas matando em nome de deus ,por outro padre que falam em nome Dele e transam com crianças...fala sério acreditar nesta religião é como acreditar em fadas...mas todo mundo sabe que fadas não existem ...lógico ...se eu falar que minha religião acredita em fadas,muito provavelmente vamos todos para uma manicômio ...mas se for em nome de Deus ...aí sim , ninguem questionará ...

Marcio Tavares disse...

Anônimo, concordo com você, mas antes tenho que consultar o MD Sr & Silva, professor de Altos Estudos de Philosofia da faculdade Estácio de Sá, em Yale, pra saber se ele corrobora suas palavras. Se você não sabe, MD & Silva é atualmente o maior adversário de Dawkins e D. Dennett da atualidade.